Notícias

  • 15
  • AGO/2019

Claudia Rodrigues conta como lida com a esclerose múltipla

Há 19 anos lutando contra a doença autoimune, Claudia afirma ter aprendido a lidar com a esclerose.

QUEM ACONTECE - Claudia Rodrigues está feliz da vida. A atriz, de 48 anos, que luta há 19 contra a esclerose múltipla e está há seis afastada do trabalho, vai voltar aos palcos no dia 19 de agosto, no 3º Brazilian Comedy Club, em Curitiba (Paraná). Apresentação marca também a estreia da única filha da humorista, Iza, de 17 anos, como atriz - as duas estarão ao lado de Pedro Bismarchi (Nerso da Capitinga) e de Diogo Portugal, e metade da renda dos ingressos será doada a instituições de caridade. “É maravilhoso, né?! Estou me sentindo realizada, seis anos batendo na trave, mas agora é gol!”, entrega, aos risos, em uma entrevista exclusiva a QUEM em que fala de trabalho, resiliência e fé.

Empolgadíssima, Claudia explica como será sua participação no espetáculo, onde todos os quatro interagem e depois, cada um deles fará um um stand up, sem tempo definido. “É um stand up, de cara limpa. Não tem personagem. Faço humor com meu dia a dia. Conto histórias engraçadas das pessoas e minhas também, e brinco com meus convidados. Vai ser muito divertido”, adianta, explicando por que decidiu fazer a doação.

“Queria aproveitar esse momento mágico de muita felicidade para proporcionar para outras pessoas a mesma sensação que eu tenho. Seria uma forma de agradecimento ao que Deus sempre me proporcionou”, diz a atriz, lembrada até hoje por trabalhos como A Diarista, Sai de Baixo e A Escolinha do Professor Raimundo.

RESILIÊNCIA

Há 19 anos lutando contra a doença autoimune, Claudia afirma ter aprendido a lidar com a esclerose. “Luto todos os dias. Você vence uma batalha e perde outra, minha rotina é cheia de altos e baixos. Mas tem que ter muita fé e gratidão”, afirma, contando como é sua rotina.

“Faço muito exercício e minha dieta é sem glúten. Como carne só uma vez por semana, por ordem médica. Também faço fisioterapia e vários tratamentos e tomo remédios. E o uso do canabidiol me ajuda muito!", explica ela, que no primeiro semestre deste ano precisou ser internada em um hospital de São Paulo devido à doença.

A atriz admite sentir falta de trabalhar. “Sinto falta da rotina do trabalho, da gravação, dos textos. Sinto falta de tudo em relação ao trabalho”, conta. Claudia afirma que é sempre muito bem recebida pelo público nas ruas. “As pessoas são maravilhosas, perguntam sempre quando vou voltar, falam que estou fazendo falta, que o humor não é mais o mesmo sem mim. E aí me sinto mesmo”, diverte-se.
 
Compartilhar:
topo voltar 0 Pessoa(s) Comentaram:

Os campos abaixo apresentam erro:

    Seu comentário foi enviado com sucesso! Aguarde a moderação publicá-lo.