Notícias

  • 11
  • MAR/2020

Beto Barbosa conta o que aprendeu com o câncer

. O médico urologista que o atendeu realizou exames e descobriu a existência de um enorme caroço em sua bexiga.

GSHOW.COM - Recuperado de um câncer, Beto Barbosa acaba de lançar uma nova música, "Se Liga Aí", de autoria dele, Belmiro Persan e Isa Melo. O trabalho comemora a volta por cima do artista de 65 anos.

Em 2019, Beto quase perdeu a vida por conta de um erro médico. Diagnosticado pelo - segundo ele- o melhor urologista de Fortaleza com infeção urinária, o intérprete de "Adocica" passou um ano tomando antibiótico sem ver melhora em seu quadro.

Um ano depois do tratamento, durante um voo de São Paulo a Fortaleza, onde mora, Beto sentiu uma dor insuportável ao urinar. A dor era tanta que ele chegou a evitar a ingestão de água com medo de ir ao banheiro.

“Comecei a urinar sangue. Quando desembarquei em Fortaleza, disseram que eu precisava operar a bexiga, mas uma médica fez um exame errado e achou que eu estava enfartando. Fizeram um cateterismo em mim, e eu não tinha nada no coração. De uma certa forma esse outro erro médico salvou minha vida”, lembra Beto.

Quando viu que a causa de sua dor não havia sido encontrada, ele ouviu o conselho de um amigo e viajou para São Paulo onde, ao desembarcar, seguiu imediatamente para o Hospital Albert Einstein. O médico urologista que o atendeu realizou exames e descobriu a existência de um enorme caroço em sua bexiga.

Beto lembra que se o câncer tivesse sido descoberto a tempo, ele poderia ter evitado a extração dos órgãos. Após a retirada da próstata e da bexiga, o cantor foi submetido ao tratamento de quimioterapia de agosto a novembro.

Se antes da doença Beto era uma pessoa estressada e preocupada com o sucesso, daquelas que levam os problemas para a cama a ponto de perder o sono, hoje a sua maneira de encarar a vida mudou.

“A gente começa a ter a certeza que a gente vai partir mesmo, que a gente não é eterna. Naquele tempo só pensava em vencer, estourar, fazer sucesso. Eu tinha um problema e o levava para a cama, dormia com ele. Hoje em dia, não. Sou mais relaxado, deixo o mundo cair e não estou nem aí. Claro que a gente briga pelas coisas importantes. Mas hoje eu rezo quando tenho vontade de rezar”.
 
Compartilhar:
topo voltar 0 Pessoa(s) Comentaram:

Os campos abaixo apresentam erro:

    Seu comentário foi enviado com sucesso! Aguarde a moderação publicá-lo.