Notícias

  • 14
  • MAR/2020

Joana de Verona vê semelhança entre ela e a Adelaide

Atriz que vive a filha de Susana Vieira na novela das seis é brasileira, mas mora em Portugal desde criança.

GSHOW.COM - Por trás de Adelaide, a jovem livre e moderna de Éramos Seis, está sua intérprete, Joana de Verona, uma brasileira nascida em São Luís, no Maranhão, que se mudou para Portugal com a família ainda pequena. Em comum com a filha de Emília (Susana Vieira), Joana também se diz uma mulher dona de um espírito livre e aventureiro. Muitas viagens e vivências em outros lugares do mundo fazem parte da sua vida.

“Me mudei para Portugal com menos de um ano. Aos 8 passei uma temporada na Bahia e morei no Rio de Janeiro no início da minha adolescência, entre 2000 e 2003. A Adelaide abriu caminho na sua geração e marcou a sua época. Ela é uma grande homenagem a todas as mulheres que fizeram a história. É um privilégio e uma responsabilidade desenvolvê-la e cria-la”, analisa Joana.

Em Portugal Joana tem uma carreira promissora. No currículo já atuou em cerca de vinte filmes e em dezenas de peças teatrais. No Brasil participou da minissérie Presença de Anita e em alguns longas. Seu último trabalho foi no filme "Tinnitus", de Gregorio Graziosi, com estreia prevista para esse ano.

“Só agora que consegui fazer minha primeira novela. Antes não era possível porque não conseguia encaixar com os outros trabalhos. A experiência está sendo muito boa. Amo a Adelaide, a equipe, o elenco, a história muito afetuosa.... É um trabalho muito especial e bem cuidado. Estou muito feliz com esta experiência”.

Em Portugal, onde mora, Joana gosta de viajar, fotografar e dançar, embora nunca tenha sido bailarina. “Eu danço desde criança. É uma paixão, mas não sou profissional, embora quisesse ser um dia. Enquanto intérprete e performer, acredito que o trabalho está vinculado à consciência corporal, ao movimento e é nesse lugar de pesquisa que quero estar”.

Os cuidados com a saúde estão na exclusão da carne vermelha de seu cardápio desde os 12 anos e a ingestão de muita água para hidratar o corpo.

“Alio minha saúde física à minha saúde mental através de terapias holísticas que fomentam o autoconhecimento e o contato com a natureza”.

Com o fim da novela e a volta dela para Portugal, as férias precisarão ser adiadas. “Irei estrear uma criação minha, Mappa Mundi, que é uma performance que acontecerá no Porto, no Festival FITEI, e em Lisboa, no festival Temps d’Images. Também quero desenvolver o meu próximo documentário. Novos projetos vão acontecer aqui e lá”, comemora.
 
Compartilhar:
topo voltar 0 Pessoa(s) Comentaram:

Os campos abaixo apresentam erro:

    Seu comentário foi enviado com sucesso! Aguarde a moderação publicá-lo.